X
06ago

Greve nacional dos motoristas de veículos de transporte de matérias perigosas e de mercadorias afeta prestações de assistência por parte do setor segurador

| Return|

A Associação Portuguesa de Seguradores, em representação dos seus Associados, manifesta a sua preocupação pela perturbação que a anunciada greve convocada pelos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias para o próximo dia 12 de agosto pode causar na atividade das empresas de seguros no que respeita à prestação de assistência a veículos e a pessoas, nomeadamente em caso de acidente ou avaria, devido à falta de combustível dos veículos rebocadores e dos veículos de transporte de pessoas que necessitam de assistência.

Apela, por isso, às partes envolvidas que consigam ultrapassar este diferendo pela via do diálogo.

A manter-se a greve, as empresas de seguros lamentam o sucedido e pedem a especial compreensão dos seus clientes para esta situação de força maior com que se veem confrontadas e relativamente à qual são totalmente alheias.

Com o objetivo de prevenir um delicado cenário de acumulação de veículos imobilizados nas bermas ou na própria via das Auto Estradas e Estradas Nacionais e Municipais, que pode atingir proporções elevadas no período para o qual está agendada a greve, a Associação Portuguesa de Seguradores irá solicitar ao Governo que confira aos veículos de Reboques / Pronto Socorro o estatuto de veículos prioritários no acesso ao combustível durante aquele período.

Related

Not any article

A Associação Portuguesa de Seguradores é uma associação sem fins lucrativos, constituída nos termos da lei para defesa e promoção dos interesses das empresas de seguros e resseguros. O conjunto dos Associados da APS representa atualmente mais de 99% do mercado segurador, quer em volume de negócios, quer em efetivos totais empregados.