APSBREVE  |  
#113
newsletter digital|09 agosto 2016
ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE SEGURADORES
 
    
  Notícias

INCÊNDIO EM CASTELO DE VIDE - FESTIVAL ANDANÇAS

A Associação Portuguesa de Seguradores vem, em nome das empresas de seguros suas Associadas, prestar os seguintes esclarecimentos:

  1. Não é ainda possível determinar a origem do incêndio que provocou a destruição das viaturas.
  2. Só após o apuramento das circunstâncias em que o incêndio ocorreu se pode saber se o risco em questão foi objeto de cobertura por algum ou alguns seguros.
  3. Podem estar em causa seguros de responsabilidade - caso se venha a apurar a existência de responsabilidade de alguma pessoa ou entidade, que se consiga identificar - ou seguros de danos que incluam a cobertura específica de incêndio.
  4. Independentemente das responsabilidades que vierem a ser apuradas, os lesados que possuam seguros individuais de danos próprios das viaturas que incluam a cobertura de incêndio podem desde já dirigir-se à respetiva seguradora para verem a sua perda indemnizada. O mesmo devem fazer os lesados que tenham seguros específicos das mercadorias que eventualmente estivessem dentro das viaturas afetadas.

A Associação Portuguesa de Seguradores procedeu já a um primeiro levantamento dos danos sofridos pelos proprietários das viaturas sinistradas que tinham contratado o seguro de danos próprios com a inclusão da cobertura de incêndio.

De acordo com os dados apurados até à data, estima-se que cerca de 1/4 destes veículos possui um seguro com a cobertura de incêndio, podendo resolver por esta via a sua situação.
Foram recebidas pelas Seguradoras mais de 100 participações ao abrigo desta cobertura, às quais corresponderá um valor global de indemnizações a pagar ligeiramente superior a 1 milhão de euros.


© 2019 Associação Portuguesa de Seguradores
Clique para listar as tarefas